“O Mundo de Sofia” é um livro que mistura literatura e filosofia

“Tudo depende do tipo de lente que você utiliza para ver as coisas.”

livro_o_mundo_de_sofiaÀs vésperas de seu aniversário de quinze anos, Sofia Amundsen começa a receber bilhetes e cartões-postais bastante estranhos. Os bilhetes são anônimos e perguntam a Sofia quem é ela e de onde vem o mundo. Os postais são enviados do Líbano, por um major desconhecido, para uma certa Hilde Møller Knag, garota a quem Sofia também não conhece.

O mistério dos bilhetes e dos postais é o ponto de partida deste romance fascinante, que vem conquistando milhões de leitores em todos os países e já vendeu mais de 1 milhão de exemplares só no Brasil. De capítulo em capítulo, de “lição” em “lição”, o leitor é convidado a percorrer toda a história da filosofia ocidental, ao mesmo tempo que se vê envolvido por um thriller que toma um rumo surpreendente.

O que ele achou: O livro que abriu minha cabeça para filosofia e que mais me ensinou até hoje. História maluca, com textos por vezes técnicos, que te obrigam a pensar de uma forma light. Temos contatos com diversas teorias existencias, sociais, sobre nós humanos e nossa história. Tudo isso em meio a um romance intrigante.

Faz uns bons anos que li O Mundo de Sofia e, hoje em dia, me pego pensando em coisas que não sei da onde vêm e quando vou checar é do livro. Algo que me lembro até hoje é sobre a Teoria Atômica. Nunca tinha ouvido falar e marcou bastante. Um mergulho em pensamentos e descobertas. Isso é O Mundo de Sofia a meu ver.

Essa categoria do blog me deixa muito feliz. Livros que li há um bom tempo, peço para a Bruna ler e vice-versa. Durante a leitura, um vai contando e refrescando a memória do outro. Acho ótimo.

O que ela achou: Pensa num escritor doido. É assim que vejo o Jostein Gaarder. Além de O Mundo de Sofia, li também O Dia do Curinga e, para mim, ambos têm uma mistura de realidade e fantasia. Com suspense e acontecimentos surreais que te prendem a leitura e te deixam com a vontade de saber como isso tudo vai terminar.

Sempre fui uma aluna muito displicente em relação à matéria de filosofia. Nunca dei atenção para essa disciplina. Ler O Mundo de Sofia depois de ~velha~ foi um grande desafio. Acredito que se tivesse lido com a idade estipulada, teria encostado o livro na prateleira. Tem horas que é chato? Sim, tem. Principalmente quando, no livro, o professor de filosofia se estende muito sobre o mesmo assunto.

É um livro infantojuvenil que também serve para adultos, pois estimula o pensamento e a análise crítica sobre diversos assuntos com um olhar filosófico. Falar de filosofia não é fácil. Misturá-la num romance fictício? Pior ainda. Talvez por isso O Mundo de Sofia seja um sucesso. Serve tanto como um livro de romance, como um guia de consulta rápida sobre a Filosofia.

O Mundo de Sofia
Autor: Jostein Gaarder
Editora: Companhia das Letras
Págnas: 568
ISBN: 9788535921892

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *