De Curitiba a Morretes pela Estrada da Graciosa

Em nossa viagem ao Paraná, resolvemos ficar um dia em Curitiba e no outro ir até Morretes pela famosa Estrada da Graciosa.

Estrada da Graciosa

Estrada da Graciosa - Foto: ExperiMenteSP
Estrada da Graciosa – Foto: ExperiMenteSP

É clichê falar que a Estrada da Graciosa faz jus ao nome? Que não poderia ter outro? Acho que sim, mas, nesse caso, realmente é muito difícil não cair no clichê. O caminho de Curitiba a Morretes realmente é encantador e gracioso! A estrada é considerada uma das mais bonitas do Brasil.

A estrada liga Curitiba a Morretes, Antonina e pode chegar até Paranaguá. Por todo o caminho somos rodeados por pura Mata Atlântica. Podemos admirar a natureza em inúmeras paradas com visões panorâmicas, cachoeiras, pontes de ferro desativadas, rios onde é possível se banhar. Tudo isso em um lindo caminho em que muitas vezes era de paralelepípedo e ficava extremamente charmoso.

Morretes

Morretes - Foto: ExperiMenteSP
Morretes – Foto: ExperiMenteSP

Cidadezinha de novela, daquelas que o ambiente é serrano e um rio divide a cidade. Tem uma praça próxima a esse rio onde aos fins de semana todos vão até ela para descansar na grama, comendo pipoca ou tomando sorvete, enquanto os jovens tocam violão ou brincam de pular no rio de alguma ponte antiga. 

Mas realmente é muito agradável passar algumas horas passeando pela cidade!

Barreado

Barreado - Foto: ExperiMenteSP
Barreado – Foto: ExperiMenteSP

Mas não é só de romantismo e paisagem bonitas que vive o ser humano, confesso que 50% desse passeio foi motivado também pela vontade extrema de provar o barreado, prato típico da região. Depois de muita pesquisa decidimos provar o barreado em um restaurante chamado Villa Morretes. Superindicamos pelo atendimento, comida e beleza do lugar.

O prato é muito tradicional e antigamente era feito enrolado em uma folha de bananeira e envelopada com barro e colocada do fogo, assim causando o mesmo efeito que uma panela de pressão – informação dada pelo garçom do restaurante -, hoje em dia a vigilância proíbe o processo, então ele ainda leva os mesmos ingredientes só que feito em panela de barro.

Falando em ingredientes, o barreado leva:  carne bovina de segunda e magra, como a paleta, a maminha e o patinho, temperadas com cebola, alho, toucinho de porco, pimenta-do-reino, louro e cominho, servido com arroz branco e banana.

Pedimos a opção que vinha frutos do mar; uns camarões e peixes variados.

Bom, não preciso falar nada eu acho! É UMA DELÍCIAAAAA. O gosto é sensacional e único. Não é à toa que é um prato típico há tanto tempo e todos falam sobre ele! Vale a viagem!

Villa Morretes
Onde: R. Alm. Frederico de Oliveira, 155 – Vila Santo Antonio, Morretes
Site: http://www.barreado.com.br/home.htm

Dicas

  • Achar a estrada da Graciosa ou PR-410 é bem fácil: ela fica no 37 km da BR116. Lado direito no sentido São Paulo.
  • Cuidado com os dias chuvosos. Primeiro porque grande parte do caminho é de paralelepípedo, então fica bastante escorregadio. Segundo que em dias chuvosos os níveis dos rios ficam altos inesperadamente, então fique alerta ao se banhar nos rios.
  • Pare nas paradas que têm no percurso da Estrada, cada uma tem algo para fazer; Pesquise bastante, no Google é fácil encontrar mapas e fique atento, pois perdemos algumas coisas durante o caminho.
  • Não deixe de provar o Barreado.
  • Ande por Morretes a pé.
  • Se tiver tempo para viajar mais um pouco, continue na Estrada da Graciosa e vá até a Ilha do Mel, em Paranaguá.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *