São Paulo do Alto: Pedra Grande

Incrível essa mistura maluca que é São Paulo. Parte é uma cidade repleta de edifícios e construções arquitetônicas; outra – pequena – é puro verde, cercada pela natureza e tranquilidade que uma cidade grande não tem. Sinto-me privilegiada por morar numa região tão próxima à Serra da Cantareira, mas ao mesmo tempo envergonhada, pois, nesses meus 28 anos de vida, nunca tinha visitado o Núcleo Pedra Grande, no Horto Florestal. Até o Felipe que é lá da Zona Leste já visitou a Pedra Grande. Hahaha

Caminho principal para a Pedra Grande – Foto: ExperiMenteSP

São Paulo “selva de pedras”? Definitivamente, não. O Fe mesmo fala que é tão pejorativo dizer isso, até porque não precisamos ir para tão longe para encontrarmos trilhas e cachoeiras em meio à natureza. O Parque Estadual da Cantareira, por exemplo, é considerado uma das maiores florestas urbanas do mundo! Possui uma área de 7.916,52 hectares e ainda abrange os municípios de São Paulo, Guarulhos, Mairiporã e Caieiras. O Núcleo da Pedra Grande foi o primeiro a ser aberto ao público, em 1989, e é uma oportunidade do visitante de ter um contato direto com a Mata Atlântica.

Nosso passeio

O nosso objetivo era caminhar até a Pedra Grande para a nossa saga São Paulo do Alto. Então, aproveitamos um domingo e acordamos bem cedo, tomamos um café da manhã reforçado na padaria Century e chegamos ao parque assim que abriu. Fomos recepcionados por um funcionário (uma pena que não pegamos o nome dele) superatencioso que nos indicou as trilhas que poderíamos fazer e o caminho para chegar à Pedra Grande.

Nós na trilha do Bugio – Foto: ExperiMenteSP

É tão fácil e tranquilo que não é preciso de guia turístico para fazer as trilhas. O caminho é todo asfaltado e, ao longo do percurso, há algumas trilhas de terra que seu fim leva à área asfaltada novamente. Desviamos um pouco e fomos pela trilha do Bugio, mas não vimos nenhum no caminho. 🙁

Até à Pedra Grande deu 3 km de caminhada, com trechos de subida. São recomendáveis roupas e calçados confortáveis. No caminho encontramos pessoas treinando corrida, famílias com idosos e crianças, e muitos jovens. Ou seja, um passeio para a família toda! Para quem não está acostumado e está um pouco sedentário, dá para caminhar tranquilamente e contemplar a natureza. Garanto que a recompensa de chegar e ver a vista panorâmica é ótima!

Bruna e Felipe – Foto: ExperiMenteSP

Como estava um pouco nublado, não conseguimos tirar fotos nítidas da cidade, mas a pausa que demos ao sentar na Pedra Grande e contemplar a natureza e o silêncio é revigorante.

Como chegar?
O Parque fica a cerca de 10 km do centro de São Paulo. Para quem vai de transporte público, há algumas linhas de ônibus que saem do Terminal de ônibus Santana.

Fe se preparando para jogar água no cunhado e na irmã hahahaha – Foto: ExperiMenteSP

Parque Estadual da Cantareira – Núcleo Pedra Grande
Endereço: Rua do Horto, 1799 – Horto Florestal
Ingresso: R$12 (inteira), R$ 6 (meia)
Horário: O Parque é aberto à visitação pública aos sábados, domingos e feriados, das 8h às 17h, com funcionamento da bilheteria das 8h às 16h.
Telefone: (11) 2203-0115
Mais informações: http://www.ambiente.sp.gov.br/parque-da-cantareira/informacoes-ao-usuario/

Veja também

São Paulo do Alto: Mirante 9 de Julho

São Paulo do Alto: Copan

São Paulo do Alto: Rooftop do Complexo Tomie Othake

São Paulo do Alto: Visita ao topo do Edifício Martinelli

São Paulo do Alto: Visita ao topo do Edifício Matarazzo

Jornalista, 28 anos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *