São Paulo do Alto: Visita ao topo do Edifício Martinelli

Passear pela cidade de São Paulo faz parte das ações que tomamos em nossas vidas que dão a cara para esse blog. Acreditamos que devemos ser turistas da nossa própria cidade e conhecê-la de todos os ângulos possíveis. Quem já viu em posts anteriores sabe que estamos na etapa de conhecer São Paulo do alto. Essas ações, além de nos deixar felizes, mudaram nossas vidas e, ao mesmo tempo, sustentam o nosso blog.  

Aproveitamos um dia de folga para conhecer o famoso Ed. Martinelli, no centro de São Paulo, e, assim como qualquer passeio feito em uma viagem, ficou marcado em nossas vidas: pela vista linda que encontramos, pela imponência do edifício, pela sua história e pelo delicioso cansaço que ficamos no fim do dia.

Os passeios ao Ed. Martinelli precisam ser bem programados, uma vez que não fica aberto para visitação aos fins de semana, apenas de semana e em horários um pouco ingratos para quem trabalha no horário comercial: 9h30 às 11h30 e 14h00 às 16h00. O lado bom é que não precisa agendar, é só chegar e aguardar em uma pequena fila que se forma próxima à porta de entrada.

Vista do Edifício Martinelli – Foto: ExperimenteSP

Chegamos no primeiro horário e, a para nossa sorte, nem tinha fila na porta. Durante nossa visita tivemos a sorte de encontrar o sorridente e simpático Edson Cabral, relações públicas e guia do Martinelli. Após esse encontro nosso passeio mudou totalmente. Ele conversou bastante conosco e mostrou a paixão dele pelo trabalho, inclusive, esperou dar o horário da visita das 11h e formou uma turma para contar a história do edifício. Não tem uma programação fixa de quando acontecem essas apresentações do Cabral, então indico que assim que chegar procure por ele e pergunte se vai rolar. Saímos de lá impressionados com o fato de como um prédio passou por tantas fases e acontecimentos, se esses prédios fossem pessoas com certeza eles falariam para os novos: “Hoje em dia é mais fácil, na minha época as coisas eram bem mais difíceis”. (Meu Deus que piada horrível! hahaha)

Vista do Edifício Martinelli – Foto: ExperimenteSP

História do edifício

A ideia no início da construção, em 1912,  era de construir um prédio de apenas 12 andares, depois passou para 14, 18 e em 1928 já queriam que fosse 20 e só parou com um embargo feito pela prefeitura quando o edifício alcançou o 24º andar. Após muita treta, conseguiram liberar a obra, só que limitaram a construção a 25 andares. Giuseppe Martinelli malandramente construiu sua pequena casa de cinco andares no topo, logo o Edifício alcançou a marca de 30 andares, ação que fez a população acalmar um pouco os ânimos referente à segurança do prédio já que o dono estava morando com a família nos últimos andares.

Bruna – Foto: ExperimenteSP

Depois de tudo isso, Giuseppe Martinelli faliu, o prédio foi abandonado, virou uma favela vertical comandada por um traficante, reintegraram a posse do imóvel, e outras coisas que não cabem em um texto e o Cabral sabe contar melhor ainda! rs

Nós com o Edson Cabral – Foto: ExperimenteSP

É um dia realmente para você perder o fôlego e se encantar um pouco mais pela sua cidade.
Nesse mesmo dia ainda aproveitamos para visitar o Edifício Matarazzo (em breve no blog) e almoçar na Casa Mathilde.

S2 SP – Foto: ExperimenteSP

Edifício Martinelli
Endereço: Avenida São João, 35 – Centro
Telefone: (11) 3104-2477
Horário: De segunda a sexta – 9h30 às 11h30 e 14h00 às 16h00
Site: http://www.prediomartinelli.com.br/

Veja também

São Paulo do Alto: Mirante 9 de Julho

São Paulo do Alto: Pedra Grande

São Paulo do Alto: Copan

São Paulo do Alto: Rooftop do Complexo Tomie Othake

São Paulo do Alto: Visita ao topo do Edifício Matarazzo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *