Comidas de reis, drinques de magos… novas delícias do Taverna Medieval

Voltamos ao Taverna Medieval e voltamos felizes! Foi difícil conter a ansiedade durante a semana para nosso retorno – acreditem eu entrava no site para ver o cardápio diariamente. Fomos convidados para experimentar algumas novidades que tinham no cardápio desde a nossa última visita.

Parecia a primeira vez que visitávamos, os copos e pratos de pedra nos fizeram tirar sorrisos de nossos rostos e afirmações como: “vamos ter essas paradas em nossa casa, olha Bruna, a água fica geladinha nesse copo!”.

Escolhemos de entrada as Cebolas Recheadas de Tão Tão Distante (R$ 36), que são cebolas empanadas com muçarela e recheadas com pernil desfiado e temperado com relish de pimentão defumado.  É MUITO BOM,MANO! Aff que lugar fdp para saber fazer comida! Tente imaginar essa combinação, as fotos não são apenas ilustrativas, elas mostram muito bem como a parada é boa e bonita.

Depois ficamos “discutindo” o ranking de melhor entrada do Taverna entre a cebola, as azeitonas empanadas e recheadas ou as maçãs com bacon, porém declaramos empate.

A Bruna pediu o lanche Escolha do Taberneiro (R$ 33), hambúrguer bovino de 180 g, bacon e fondue de queijo no pão tradicional), com poucos ingredientes, esse hambúrguer consegue ser extremamente saboroso, o queijo é forte, mas a carne e o pão conseguem contrapor esse sabor. E ainda acompanha batatas rústicas com um molho de mostarda bem saboroso.

Já eu escolhi o lanche do mês – que está prestes a sair do cardápio – chamado Teutônico que vai hambúrguer de javali, chucrute, geleia de abacaxi com bacon, cebolas roxas no pão preto. Como tudo no Taverna é bem pensado esse lanche do mês não é diferente, Teutônico é uma palavra relativa à Alemanha e aos alemães. Então, mesmo que improvável em um lanche, o chucrute faz todo o sentido. Toda a combinação é ousada: o salgado da carne; o ácido do chucrute e cebola; e o doce da geleia. Mesmo que sejam diferentes, os sabores conversam muito bem dando uma sensação muito agradável de surpresa com satisfação, vale MUITO A PENA!

Para fechar com chave de ouro, de sobremesa pedimos um milkshake de ovomaltine, o Joana D’Arc, e um Morgana Le Fay, um pão de mel com especiarias, doce de leite e ganache de chocolate. Tudo muito bom – o texto fica repetitivo de tantos elogios mas gente, eu não tenho culpa!

Entre um prato e outro bebericamos o Fogo Vivo (R$ 25) uma bebida composta por absinto, vodca, licor de maçã verde, curuçau fino e limão. Uma bebida bem docinha e refrescante, nem parece que tem o teor alcoólico alto.

Minutos antes de ir embora, fomos surpreendido pelo duo Olam Ein Sof, um casal que manja muito quando o tema é música medieval. Vestidos a caráter e com uns instrumentos lindos, eles até parecem que nasceram na época errada. Hahaha

Ao sair do restaurante, a fila de espera era grande – ou seja, cheguem cedo – e atribuímos o sucesso do lugar à fidelidade ao tema, ao carinho que todos demonstram ao trabalhar por lá e, claro, à comida boa!

Hamburgueria Taverna Medieval
Endereço: Rua Gandavo, 456 – Vila Mariana
Preço: de R$70 a R$110
Página: https://www.facebook.com/tavernamedieval/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *