São Paulo do Alto: Visita ao topo do Edifício Martinelli

Passear pela cidade de São Paulo faz parte das ações que tomamos em nossas vidas que dão a cara para esse blog. Acreditamos que devemos ser turistas da nossa própria cidade e conhecê-la de todos os ângulos possíveis. Quem já viu em posts anteriores sabe que estamos na etapa de conhecer São Paulo do alto. Essas ações, além de nos deixar felizes, mudaram nossas vidas e, ao mesmo tempo, sustentam o nosso blog.  

ExperiMente em SP: Praça Pôr do Sol

Todos os dias, a partir das 17 horas, a Praça Pôr do Sol abriga os visitantes que se acomodam para contemplar uma das mais belas vistas do anoitecer da cidade. Sem prédios para atrapalhar o espetáculo, o sol se põe e o público aplaude.

Mas esse é um apelido carinhoso que os paulistanos deram à praça que, na verdade, se chama Coronel Custódio Fernandes Pinheiros. Localizada entres as ruas Desembargador Ferreira Franca e Rua dos Macunis, aos finais de semana é quase impossível encontrar um lugar para estacionar o carro.

Após o pôr do sol, a vista continua fantástica. A beleza fica por conta das luzes dos prédios mais próximos e da cidade ao fundo na linha do horizonte. A lua e as estrelas – quando o céu está limpo – fazem companhia para o luau na praça. 

Para fugir da rotina estressante da cidade, cada um curte ao seu modo: com piqueniques, rodas ao som de violão, passeando com o cachorro, praticando slackline, lendo um bom livro ou somente apreciando a vista.

IMG_3091
Foto: ExperiMenteSP


Praça Pôr do Sol
Endereço: Praça Coronel Custódio Fernandes Pinheiros – Pinheiros

ExperiMente em SP: Feira Benedito Calixto

Conhecida como “feira de antiguidades” pelos paulistanos, a Feira de Artes da Praça Benedito Calixto existe desde 1987 e acontece aos sábados, das 9 às 19 horas, no bairro de Pinheiros. São mais de 300 expositores, com antiguidades, artesanatos, obras de arte, além da praça de alimentação.

Lá encontramos muitas coisas diferentes: artigos de guerra, vinis raros, brinquedos antigos. Tem até aquela geladeira azul antiga, sabe? Para quem gosta dessas coisas, a feirinha é um prato cheio. A diversidade não fica apenas por conta dos produtos expostos, não. O público também é bem diversificado.

No meio da feirinha tem uma parte só com barraquinhas de comida. Comemos um pastelzinho assado, premiado por vários veículos de comunicação. Bem gostoso. Para quem quer ir com toda a família, a praça tem um parquinho pequenino para as crianças brincarem.

As lojas que estão ao redor da feira são bem interessantes também, são “minifeirinhas” dentro de galpões. Visitamos pelo menos uns três, e notamos que tem muito artesanato e roupas. E o mais bacana das roupas é ver que são de fabricação própria.

De lá saímos com uma camisa de galo (rs); potes de conserva de berinjela e alho; e camisetas. Queríamos levar outras coisas legais também, mas alguns lugares têm o preço salgadinho. 

Além disso, todos os sábados, das 14h30 às 18h30, acontece o “Chorinho na Praça”, comandado por Canário e seu Regional.

O trânsito é muito complicado na região e, por isso, nós preferimos ir de metrô. O mais próximo é o Clínicas. Além de fugir do congestionamento e de gastar com estacionamento – ou flanelinhas -, ao descer a Teodoro Sampaio, conhecemos um bar com muitas cervejas diferentes. 

Feira de Artes da Praça Benedito Calixto
Praça Benedito Calixto, s/nº – Pinheiros.
das 9h às 19h.
www.pracabeneditocalixto.com.br/localizacao.htm

ExperiMente em SP: Fonte Multimídia do Parque Ibirapuera

Foto: ExperiMenteSP
Foto: ExperiMenteSP

O “Natal Iluminado” chega a sua 11ª edição, e a Fonte Multimídia do Parque Ibirapuera iniciou as apresentações na noite do dia 1º de dezembro. São projeções de vídeo nos jatos de água, sons, danças das águas, luzes no lago e mais de 200 árvores decoradas com lâmpadas de LED.

O espetáculo conta com músicas como a tradicional “Happy Xmas”, de John Lennon e “Jingle Bells”, cantada por um coral infantil. A novidade deste ano é uma locução e animação de uma história de Natal. São duas apresentações por noite, às 20h30 e às 21h, até dia 4 de janeiro de 2015. A entrada é grátis.

Foto: ExperiMenteSP
Foto: ExperiMenteSP

Além de ser uma ótima opção para aliviar o estresse de uma jornada de trabalho, ao chegar cedo, dá para apreciar a linda paisagem do lago e o pôr do sol. Leve uma canga ou algo para sentar na grama e ficar mais à vontade. Se você quiser ver as projeções nitidamente, escolha o lado do lago que fica para a rua, pois do lado de dentro do parque você  as verá ao contrário. 

Além disso, vá de transporte público. Existem inúmeras linhas de ônibus que têm o desembarque ao lado do parque. É muito mais simples do que ir de carro, pois com o automóvel você tem que procurar vaga dentro ou fora do parque. E se chegar depois das 18h , as cabines que vendem o Zona Azul já estarão fechadas. Então se você não tiver um, corre o risco de ser multado.

Um fato muito triste que percebemos nesse evento: as pessoas jogam o lixo na beira do lago, onde estão sentadas. São pacotes de pipoca, amendoim, sacolinhas plásticas. Ficamos indignados ao ver um avô jogando o lixo na grama, dando o – mau – exemplo para os netos. Então se você for, faça a sua parte: recolha o seu lixo e jogue na lixeira. 🙂

Natal Ibira 032

Fonte Multimídia do Parque Ibirapuera
Programação Especial de Natal e Ano Novo – 2014/2015
Local: Parque Ibirapuera – Avenida Pedro Álvares Cabral, s/n
Data: De 1 de dezembro de 2014 a 4 de janeiro de 2015
Horário: Todos os dias, duas apresentações, às 20h30 e às 21h

ExperiMente em SP: Mercadão

Um dos principais pontos turísticos da cidade, o Mercado Municipal de São Paulo – conhecido popularmente como “Mercadão” – chama a atenção de paulistanos e turistas não só pela sua qualidade de produtos e especiarias, variedades de preços e gastronomia, mas também pela sua importância histórica.

As bancas de frutas nos deixam com água na boca com tantas cores e variedades de sabores; das mais comuns as mais exóticas. Estas nem sempre baratas, mas é possível prová-las se estiverem para degustação. 

O mezanino, com dois mil metros quadrados, abriga restaurantes e as mais famosas comidas do lugar: o lanche de mortadela e os pasteis de bacalhau, carne seca e camarão. Não deixe de provar pelo menos um deles, são muito bons. O lanche e os patéis são bem servidos, portanto, se você não come muito, divida com alguém.

No fim de semana esteja preparado para pegar fila, as mesas do mezanino são muito disputadas. Mas se não quer perder tempo com fila e não se importa de comer em pé, tente o “Bar do Mané” no piso térreo.

São diversos alimentos, sementes, peixes, carnes, queijos e especiarias que não achamos em qualquer mercado. Lá você pode encontrar, inclusive, produtos da alta gastrostomia como trufas brancas e caviar. 

Para quem gosta de ficar conectado à internet, o local possui Wi-Fi livre, lançado no começo deste ano pela Prefeitura de São Paulo. 

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

História

Localizado no Centro histórico da capital paulista, o Mercadão foi inaugurado em 1933 e estrategicamente planejado às margens do Rio Tamanduateí devido à facilidade de chegada dos barcos com produtos vindos de chácaras, do litoral e, inclusive, do exterior.

O Mercado Municipal de São Paulo foi construído entre 1926 e 1932, projetado em estilo eclético pelo arquiteto Francisco Ramos de Azevedo –  elaborou também o teatro Municipal, o Palácio das Indústrias, a Pinacoteca.

IMG_3213
Foto: ExperiMenteSP

Iluminado com luz natural através de claraboias e telhas de vidro, o artista russo Conrado Sorgenich foi quem elaborou os vitrais coloridos. Um documento histórico que mostra como eram os trabalhos de colheita na época.

O Mercadão ficou pronto em 1932, mas devido à Revolução Constitucionalista, tardou sua abertura. Durante essa época ele tornou-se um depósito de armas.

São 12 600 metros quadrados e quase 300 boxes com as mais variadas especialidades. Com sua estrutura original e ainda modernizada para a sociedade atual, o Mercado Municipal de São Paulo ajuda a manter viva a história da cidade.

Mercado Municipal de São Paulo
Local: Rua Cantareira, 306 – Centro – São Paulo
Horário: todos os dias, das 6h às 18h