Uol e Deezer lançam nova plataforma de música

Do disco para a fita, cd, mp3 e, enfim, o streaming. O que já parecia ser o fim dos cd’s, agora é o dos downloads – até mesmo os piratas. Na última quarta-feira (19), fomos ao evento de divulgação da parceria entre UOL e Deezer para saber as novidades. Partindo do pressuposto de que o futuro da música é a plataforma on demand – ouvir o quê, quando e onde quiser – a antiga Rádio UOL passa a se chamar UOL Música Deezer.

Este slideshow necessita de JavaScript.


Com essa fusão, o acervo cresceu e conta com 35 milhões de faixas musicais, as quais podem ser ouvidas de forma gratuita em desktops e laptops. “Nós estamos juntando o melhor conteúdo da internet ao Deezer que é um dos maiores players de música do mundo”, afirma Marcelo Epstejn, CEO do UOL.

Segundo Rafaela Furtado, gerente de negócios B2B para o Brasil da Deezer, a empresa tem operações em 182 países, sendo o Brasil o 2º país mais importante e o estado de São Paulo um dos mais ativos do país. “São Paulo representa uma boa parte dos usuários da Deezer, até por ser uma referência econômica no Brasil”, conta Rafaela.

Em relação à pirataria, a gerente de negócios é direta: “A Deezer tem contratos globais com todas as gravadoras e editoras, pagamos todos os direitos. Não há conteúdo pirata, o usuário não terá problema nenhum com isso”, afirma.

Para Danilo Oliveira, assinante da Deezer há seis meses, a parceria com o UOL irá contribuir para melhorias na plataforma e aumento de conteúdo nacional. “Acredito que terá maior divulgação da Deezer e com isso melhorará ainda mais o produto, além de investir em músicas brasileiras”, conta. “ Ouço no celular enquanto estou na academia, no notebook quando estou trabalhando ou na TV Smart quando estou em casa”, completa Oliveira.

Além das formas gratuitas de streaming, o UOL Música Deezer disponibiliza a versão Premium, na qual o usuário poderá ouvir as músicas via celular e tablet. Por R$ 14,90 ao mês, é possível fazer o download das músicas favoritas e ouvi-las mesmo estando offline. Assinantes do UOL têm 60 dias grátis para experimentar a versão Premium; os demais, 30.

Jornalista, 28 anos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *