São Paulo do Alto: Visita ao topo do Edifício Matarazzo

Continuando com nossa série “São Paulo do Alto”, desta vez, viemos contar sobre o incrível jardim suspenso no topo do Edifício Matarazzo, atualmente sede administrativa da Prefeitura de São Paulo. Os olhares mais apressados nem imaginam que lá existe um lindo jardim e um pequeno lago com carpas, mas se parar para prestar atenção, até mesmo de baixo é possível ver as folhas das mais diversas espécies de vegetais – cerca de 400! -, incluindo o Pau Brasil. Confesso que só passei a reparar depois que fomos ao edifício. 

Veja um pouco como foi nossa visita no vídeo abaixo e não se esqueça de se inscrever no nosso canal e deixar seu joinha! <3 Quem quiser mais detalhes da visita, só continuar no post abaixo.

Roteiro
No mesmo dia, nós conhecemos pela manhã o Edifício Martinelli, então aproveitamos que a primeira visita ao Matarazzo começava apenas meio-dia, na época, e conhecemos os dois topos, além de almoçar na Casa Mathilde.

Limitada a 10 pessoas, a visita é monitorada pela SPTuris e dura mais ou menos 1 hora. A apresentação começa contando a história da fachada do edifício, com as cinco principais atividades da família Matarazzo, uma das mais ricas e tradicionais do Brasil, na época.

Mapa feito de pastilhas – Foto: ExperimenteSP

A monitora (infelizmente não lembramos o nome), nos conduziu ao interior do edifício e contou um pouco sobre a estrutura também. No subsolo há uma apresentação sobre a história da família Matarazzo e, em seguida, subimos para o topo do prédio. Conforme íamos ouvindo a história do local, cada vez mais ficamos empolgados para conhecer o seu jardim.

Chegando lá, a visita também era guiada e não poderia voltar para o mesmo local duas vezes. Então aproveitamos ao máximo cada cantinho que fomos conhecendo. São três mirantes para uma pausa para contemplar a vista e tirar fotos, enquanto a monitora explica sobre os pontos históricos da cidade vistos de lá.O final da visita é num pequeno lago de carpas, que nem imaginávamos que teria, foi uma surpresa!

Mirante do Edifício Matarazzo – Foto: ExperimenteSP

 

Bruna S2 Felipe – Foto: ExperimenteSP

Para visitar não é necessário agendamento antecipado, é preciso chegar com no mínimo 1 hora de antecedência à recepção do edifício e no máximo 15 minutos antes da visita, com um documento original e oficial com foto, inclusive para crianças (para crianças até 5 anos incompletos também é aceita certidão de nascimento).

História do Edifício

Conhecido como “Banespinha” – por ter sido uma das sedes do Banco do Estado de São Paulo até 2003 – ou Palácio do Anhangabaú, o prédio foi projetado por Severo e Vilares, com revisão do arquiteto italiano Marcello Piacentini, e aberto no final da década de 1930.

A construção era propriedade do empresário Francisco Matarazzo Júnior, e sede de uma das indústrias da família até 1972, quando foi vendido ao Grupo Audi. O edifício foi cedido à Prefeitura de São Paulo depois da renegociação da dívida da Companhia Municipal de Transportes Coletivos, em 2004, quando passou a abrigar a sede da administração municipal.

Edifício Matarazzo – Foto: ExperimenteSP

Edifício Matarazzo
Endereço: Viaduto do Chá, 15 Centro São Paulo – SP
Estação Anhangabaú (Metrô – Linha 3 Vermelha)
Horário: Segunda a sábado, às 10h30, 14h30 e 16h30.
Site: http://www.cidadedesaopaulo.com/sp/br/o-que-visitar/roteiros/edificio-matarazzo

Veja também

São Paulo do Alto: Mirante 9 de Julho

São Paulo do Alto: Pedra Grande

São Paulo do Alto: Copan

São Paulo do Alto: Rooftop do Complexo Tomie Othake

São Paulo do Alto: Visita ao topo do Edifício Martinelli

Jornalista, 28 anos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *